Como endurecer os tomateiros: segredos de um profissional

Jeffrey Williams 20-10-2023
Jeffrey Williams

Tem dúvidas sobre como endurecer as plantas de tomate? É realmente necessário fazê-lo? Quanto tempo demora a endurecer as plantas? Tenho respostas para todas as suas perguntas sobre endurecimento abaixo, mas a resposta curta é sim, é necessário endurecer as plântulas cultivadas em interiores antes de as levar para o exterior. Não é difícil de fazer e demora cerca de uma semana. Continue a ler para saber como endurecer as plantas de tomateutilizando o meu programa simples de sete dias.

O endurecimento dos tomateiros é a última etapa antes de colocar as plântulas no jardim, permitindo-lhes adaptarem-se às condições de crescimento no exterior.

Porque é que é preciso saber como endurecer os tomateiros?

Eu era apenas uma adolescente quando aprendi a importância de endurecer as plântulas, como os tomateiros. Como nova jardineira, estava a plantar sementes dentro de casa pela primeira vez. Plantei alguns tabuleiros de sementes de legumes, flores e ervas aromáticas e estava a cultivá-las ao lado de uma janela na sala de jantar da família. Sentia-me uma mãe orgulhosa e, num dia de sol no início de maio, pensei em fazer um favor às minhas plântulas e levarQuando fui trazê-las para dentro de casa, descobri que todas as minhas plântulas tinham caído e muitas estavam branqueadas pelo sol. Escusado será dizer que nenhuma sobreviveu. Porquê? A razão é simples: não as tinha endurecido.

O endurecimento das plântulas cultivadas no interior é um passo que não pode ser ignorado. Aclimatiza as plantas jovens para a transição das condições de cultivo no interior para o exterior e, essencialmente, torna-as mais resistentes. As plântulas iniciadas no interior sob uma luz de crescimento ou numa janela ensolarada têm uma vida bastante mimada. Têm muita luz, humidade regular, um fornecimento constante de alimentos e não têm de lidar com o clima.Esta lição não acontece de um dia para o outro, e é por isso que os jardineiros precisam de aprender a endurecer os tomateiros.

Se não endurecer os tomateiros cultivados no interior, estes podem ser danificados pelo sol, pelo vento e pelas temperaturas variáveis.

Quanto tempo é necessário para endurecer os tomateiros?

O processo de endurecimento demora cerca de uma semana. Mais uma vez, o objetivo é expor lentamente as tenras plântulas às condições de crescimento no exterior. O endurecimento engrossa a cutícula e as camadas de cera nas folhas que protegem as plantas da luz UV e reduzem a perda de água em tempo quente ou ventoso. Não endurecer os tomateiros, bem como outras plântulas cultivadas em interior, como pimentos, zínias e couves,deixa as plantas desprotegidas, o que pode levar a que as folhas sejam escaldadas pelo sol forte ou que as plantas murchem devido à perda de humidade.

Se, após a semana de endurecimento, as temperaturas diurnas e nocturnas continuarem frescas e instáveis, deve adiar os seus planos de transplantação por mais alguns dias. Seria ótimo dizer que após sete dias as jovens plântulas estão prontas para ir para o jardim, mas a Mãe Natureza por vezes não joga limpo. Pode ser necessário ajustar o tempo necessário para endurecer corretamente as plantas.Não quer ter todo o trabalho de cultivar tomates a partir de sementes, endurecer as plantas e transferi-las para a horta para perdê-las devido a uma geada tardia. Ajuste a sua estratégia de endurecimento ao clima.

Os tomateiros comprados num viveiro estão normalmente endurecidos e prontos para serem transplantados para a horta.

É necessário endurecer os tomateiros de um viveiro?

As plantas de tomate compradas num viveiro estão geralmente endurecidas e prontas para serem transferidas para a horta. Se as comprar no início da estação e elas ainda estiverem a crescer numa estufa aquecida, é uma boa ideia perguntar ao pessoal se as plantas foram endurecidas. Nesse caso, eu daria às plântulas alguns dias no exterior, no meu terraço ensolarado, para se adaptarem antes de as transferir para os meus canteiros elevados.Mais vale prevenir do que remediar!

Quando endurecer os tomateiros

Os tomates são um vegetal de estação quente e não toleram temperaturas frias ou geadas. Não transplante as mudas para canteiros ou recipientes até que o risco de geada tenha passado e as temperaturas diurnas estejam acima de 15 C (60 F) e as noturnas acima de 10 C (50 F).Os legumes de estação fria, como as couves e os brócolos, adaptam-se melhor a temperaturas frias e inconsistentes. As culturas que gostam de calor, como os tomates e os pimentos, são mais susceptíveis a danos causados pelo frio, pelo que é essencial um endurecimento adequado e uma calendarização correcta.

Normalmente, inicio o processo de endurecimento por volta da última data média de geada. Estou na zona 5B e a última data média de geada é 20 de maio. Dito isto, não é garantido que não haja geada após essa data. É por isso que inicio o processo por volta da última data média de geada. Quando as plântulas estiverem endurecidas, uma semana mais tarde, o tempo deverá estar bom para o transplante.Descubra a última data média de geada na sua região e descubra a sua data de geada por código postal.

O endurecimento de uma plântula de tomate demora cerca de uma semana, podendo depois ser transplantada para um canteiro ou para um recipiente.

Onde endurecer os tomateiros?

Quando falamos de como endurecer os tomateiros, também precisamos de falar sobre como escolher o melhor local para este processo. Um local com sombra é essencial. Já endureci plântulas à sombra da minha casa, ao lado de um telheiro de jardim e até debaixo de mobiliário de pátio. Também criei sombra fazendo um mini túnel de arcos e colocando um pedaço de tecido de sombra em arcos de arame.

Tenha em conta que o sol se move no céu durante o dia e que um local totalmente sombreado a meio da manhã pode estar em pleno sol ao almoço. Precisa de um local com sombra total durante os primeiros dias do processo de endurecimento. Pode achar mais conveniente endurecer os tomateiros debaixo de um pedaço de pano de sombra flutuando em cima de arcos de arame. Como referido acima, utilizo frequentemente estes túneis rápidos de bricolage para esta tarefa.A cobertura em linha demora apenas alguns minutos a fazer, mas facilita muito o endurecimento. Certifique-se de que escolhe um pedaço de cobertura em linha suficientemente longo e largo para cobrir completamente o túnel, e não apenas a parte superior.

Como endurecer os tomateiros

Para maximizar o espaço por baixo das minhas luzes de cultivo, coloco os vasos em tabuleiros 1020. Ter os vasos de plântulas contidos em tabuleiros também facilita a sua deslocação quando está a endurecê-las. Os vasos soltos podem cair em dias de vento, danificando potencialmente as plântulas. Se não usar tabuleiros,Outra consideração a ter em conta é a humidade. Regue as plântulas antes de começar a endurecê-las. A mistura para vasos pode secar mesmo num local à sombra num dia nublado, especialmente se estiver vento, por isso certifique-se de que os seus tomateiros estão bem irrigados.

Para facilitar o endurecimento, criei um calendário de sete dias. A exposição gradual à luz, ao vento e ao clima é fundamental e verá que recomendo que traga os tomateiros para dentro de casa nas primeiras noites. Isto é importante, especialmente se as temperaturas nocturnas forem frias. As plantas tenras, como os tomates, são propensas a sofrer lesões provocadas pelo frio. Como já foi referido, não coloque os tomates no exterior até as temperaturas nocturnasSe a temperatura baixar após a plantação, pode utilizar uma cobertura de linhas para isolar e proteger as plantas.

Adoro cultivar uma grande variedade de tomates nos meus canteiros elevados e nos meus contentores. O endurecimento adequado das suas plantas dá-lhes um forte arranque no início da estação de crescimento.

Veja também: Quando plantar bolbos de lírio para obter as melhores flores

Como endurecer os tomateiros: um programa de sete dias

Dia 1:

Para o primeiro dia, escolha um dia em que se preveja uma temperatura superior a 15 °C. Leve os tabuleiros, vasos ou pacotes de células das plântulas de tomate para o exterior. Verifique o nível de humidade do solo para se certificar de que o meio de crescimento está húmido. Não quer que a mistura do vaso seque e provoque stress nas plantas. Coloque-as num local à sombra do sol. Deixe-as ao ar livre durante algumas horas e depois leve-as para o exterior.Se não estiver em casa durante o dia, pode deixá-los à sombra durante todo o dia, mas certifique-se de que é um local que se mantém à sombra.

Dia 2:

Mais uma vez, leve as plantas para o exterior (assumindo que a temperatura é superior a 60 F) e coloque-as num local com sombra. Não se preocupe com o vento, a menos que seja um dia extremamente ventoso. Uma brisa ligeira ajuda as plantas a aclimatarem-se ao ar livre, o que é bom. Traga as plantas de volta para dentro de casa depois de meio dia à sombra.

Dia 3:

Leve os tomateiros para o exterior de manhã, mudando-os para um local onde recebam uma hora de sol matinal. Após a hora de sol, pode colocá-los debaixo de um mini túnel coberto com um pano de sombra ou colocá-los novamente num local sombreado. Leve as mudas para dentro de casa no final da tarde ou no início da noite, antes que a temperatura desça abaixo dos 10 C.

Uma das maneiras mais fáceis de endurecer os tomateiros é montar um mini túnel com aros de arame e um pedaço de tecido de sombra.

Dia 4:

Está na altura de começar a dar mais sol aos seus tomateiros! Leve as plantas para o exterior e dê-lhes 2 a 3 horas de sol matinal. Proporcione-lhes sombra do sol intenso da tarde. E verifique o solo para ver se precisam de ser regadas. Mais uma vez, as plântulas com stress hídrico são mais propensas a sofrer danos causados pelo clima. Se a temperatura nocturna for superior a 10 C (50 F), deixe as plantas no exterior num local abrigado. Iacrescentaria uma camada de cobertura das fileiras por cima das plântulas para proteção extra.

Dia 5:

Pode deixá-las ao ar livre durante a noite, se as temperaturas nocturnas forem superiores a 10ºC, mas considere novamente a possibilidade de as cobrir com uma cobertura leve para o caso de a temperatura descer.

Dia 6:

Continue a aumentar a quantidade de luz solar que as plantas recebem todos os dias. Se as condições exteriores se tornarem nubladas ou chuvosas nesta fase do processo de endurecimento, é provável que tenha de acrescentar mais um ou dois dias de tempo de aclimatação. O endurecimento em dias nublados pode ser um desafio. Se estiver sol, dê às plantas um dia inteiro de sol, verificando-as a meio do dia para se certificar de que tudo está bem e de que nãoSe as plantas parecerem murchas ou apresentarem sinais de stress, regue-as se necessário e deixe-as ao ar livre durante a noite se a temperatura for amena.

Dia 7:

Se estava a pensar em como endurecer os tomateiros quando começou este artigo, agora é um profissional! Desde que o tempo continue ameno e as temperaturas diurnas e nocturnas não baixem, pode começar a transplantar as plântulas para os canteiros ou recipientes da horta.Deixo esta cobertura sobre o canteiro durante a primeira ou segunda semana para ajudar os tomateiros a instalarem-se.

Antes de transplantar as minhas mudas de tomate, coloco um pouco de composto ou estrume envelhecido e um fertilizante vegetal orgânico de libertação lenta. Além disso, certifique-se de que planta os tomates em canteiros ou vasos que estejam localizados a pleno sol.

Se estiver interessado em aprender mais dicas sobre o cultivo de tomate, não deixe de consultar estes artigos:

    Gostava de saber como endurecer os tomateiros?

    Veja também: Cultivar uma horta de saladas

    Jeffrey Williams

    Jeremy Cruz é um escritor apaixonado, horticultor e entusiasta de jardins. Com anos de experiência no mundo da jardinagem, Jeremy desenvolveu uma compreensão profunda das complexidades do cultivo e cultivo de vegetais. Seu amor pela natureza e pelo meio ambiente o levou a contribuir com práticas de jardinagem sustentáveis ​​por meio de seu blog. Com um estilo de escrita envolvente e um talento especial para fornecer dicas valiosas de maneira simplificada, o blog de Jeremy tornou-se um recurso obrigatório para jardineiros experientes e iniciantes. Quer se trate de dicas sobre controle de pragas orgânicas, plantio de companheiras ou maximização de espaço em um pequeno jardim, a experiência de Jeremy brilha, fornecendo aos leitores soluções práticas para aprimorar suas experiências de jardinagem. Ele acredita que a jardinagem não apenas nutre o corpo, mas também nutre a mente e a alma, e seu blog reflete essa filosofia. Em seu tempo livre, Jeremy gosta de experimentar novas variedades de plantas, explorar jardins botânicos e inspirar outras pessoas a se conectarem com a natureza por meio da arte da jardinagem.